Home / Notícias / USFs do Iedda e do Hortências requerem atenção

USFs do Iedda e do Hortências requerem atenção

Vereadora Thainara Faria verifica reclamações recebidas em seu gabinete

Na semana passada, a vereadora Thainara Faria (PT) verificou demandas nas Unidades de Saúde da Família (USFs) do Jardim Residencial Iedda e do Jardim das Hortências e na Vigilância em Saúde. “Nosso gabinete recebeu queixas da população e de servidores, por isso fomos averiguar, com o intuito de encontrar soluções para os problemas”, explica a parlamentar.

A primeira visita foi à USF “Doutor Nicolino Lia”, no Jardim Iedda, onde, de acordo com informações de usuários, estão faltando médicos. As duas equipes da unidade atendem cerca de 6 mil pessoas. Thainara foi recebida pela enfermeira Rosana Sakamoto, que confirmou a informação. “Tínhamos médico até fevereiro, mas ele foi para outro município. Atualmente, uma médica de outra equipe está nos dando suporte. O cronograma elaborado pela Secretaria de Saúde nos permite ter um médico todos os dias pelo menos um período, manhã ou tarde, até o dia 30 de agosto. Concentramos pacientes no puerpério, puericultura e gestantes em horários com médico fixo. Até o momento, ninguém ficou sem atendimento”, garante.

De acordo com a enfermeira, exames e receitas estão sendo dispensados regularmente. “Estamos fazendo o possível. É claro que o ideal é trabalhar com médicos fixos, porque na Saúde da Família o vínculo é muito importante. Sempre que possível, as outras pessoas da equipe fazem uma intermediação com os médicos que estão nos auxiliando, porque conhecemos a história familiar dos pacientes”, completa Rosana.

Thainara propôs-se a entrar em contato com a Prefeitura para saber se há uma previsão de contratação de médicos na USF. “Tratar de perto as demandas trazidas a mim pela população é eixo central do nosso mandato. Vamos dialogar com a secretária municipal de Saúde, Eliana Honain, e encontrar soluções para os problemas apresentados.”

 

Jardim das Hortências

No Jardim das Hortências, a reclamação recebida pelo gabinete referia-se a problemas de atendimento na recepção. A enfermeira Graziela Alves explicou o impasse. De acordo com ela, houve mudanças na equipe e, por isso, os agentes comunitários estão se revezando também na recepção. “Alguns moradores procuram a recepção com solicitações que não podem ser atendidas, ou que não podem ser atendidas da maneira ou no momento que desejam. Em retaliação, não estão deixando os agentes entrarem em suas casas nas visitas domiciliares”, esclarece.

De acordo com Graziela, o problema já foi apresentado à Secretaria de Saúde. Thainara reforçará o pedido, para que o atendimento da recepção seja separado do trabalho dos agentes comunitários. A parlamentar também cogita a possibilidade de organizar um “Dia da Saúde da Família”, a fim de conscientizar a população sobre a importância de se responsabilizar pelos cuidados com a própria saúde e sobre o papel que a USF desempenha na prevenção.

 

Vigilância em Saúde

A última parada da vereadora foi na sede da Vigilância em Saúde, onde conferiu o atendimento de uma indicação – a instalação de um bebedouro no refeitório – e recebeu novas solicitações dos agentes. Uma delas refere-se à limpeza do espaço. “O chão está sempre sujo, e é só passar o dedo em cima de qualquer armário para ver quanta poeira acumulada tem”, aponta uma agente que prefere não se identificar. Outra queixa diz respeito ao transporte: “É um ônibus só para 72 agentes. Muitas vezes, a gente precisa ficar um tempão esperando depois que terminou o serviço porque o ônibus está do outro lado da cidade”, acrescenta outro agente.

Thainara comprometeu-se a marcar uma reunião com o gestor da unidade e a secretária de Saúde, Eliana Honain, para buscar soluções.

 

Fotos disponíveis em https://photos.app.goo.gl/p2RKnESmwpGgWcfm8

Compartilhe

Leave a Reply